01/11/18 – Pinda realiza treinamento de pneumologia da Iniciativa Global Contra a Asma

06/11/2018

Pindamonhangaba recebeu, na sexta-feira (26), o treinamento de pneumologia para médicos dos serviços municipais de urgência, e para não médicos da rede básica. A ação é parte integrante do programa de Matriciamento da Pneumologia que vem sendo realizado no município há 1 ano, e conta com a parceria de representantes do GINA (Iniciativa Global Contra a Asma) no Brasil – organização internacional, que promove ações e diferentes locais do mundo visando melhor controle da doença.

Para o evento em Pinda, foram convidados os pneumologistas do Incor (Instituto do Coração), dr. Rafael Stelmach e dr. Willian Salibe, além da dra Mariah Taube, pneumologista da rede municipal.

O programa inclui treinamento teórico, atendimento compartilhado entre atenção básica e especializada e discussão de casos clínicos. Seu objetivo é melhorar o cuidado do paciente respiratório crônico no município, inclusive já com bons resultados.

De acordo com a diretora da Secretaria de Saúde, Mariana Freire, ao longo deste ano foi realizado um primeiro ciclo de treinamento dos profissionais, e os efeitos já estão sendo sentidos, como: diminuição das internações por doenças respiratórias, adequação das prescrições médicas possibilitando tratamento mais rápido e eficiente aos pacientes, atualização dos profissionais de saúde, entre outras.

“Sentimos que a participação de Pinda nesta iniciativa tem produzido efeitos para além da pneumologia, caminhando para uma melhor qualidade de vida dos pacientes de asma, assim como a sempre atualização dos profissionais desta área, sendo médicos ou não médicos”, avaliou a diretora.

A GINA no Brasil – representante da Iniciativa Global para Asma Internacional (GINA) – é formada por uma legião de voluntários, de vários estados brasileiros, que compõem um conselho, grupos de experts e um comitê executivo. Seu objetivo é divulgar o conhecimento sobre a asma entre os profissionais de saúde e equipe multidisciplinar que atua no tratamento da doença no nosso país, além de oferecer aos pacientes e seus familiares acesso a importantes informações que lhes auxiliem no controle da doença.

Além dos voluntários, a GINA no Brasil conta com associações, empresas, grupos parceiros, que contribuem com recursos humanos, intelectuais ou financeiros para que as atividades sejam realizadas e implementadas. Este trabalho, neste modelo, é desenvolvido em nossa região somente em Pindamonhangaba. Na região metropolitana de São Paulo, São Bernardo do Campo e Santo André também recebem essa intervenção em parceria com o grupo GINA.

  

Compartilhar: