29/06/2020 – Prefeitura reinicia atividades na ESF Castolira

29/06/2020

A ESF (Estratégia de Saúde da Família) do Castolira reiniciou, nesta segunda-feira (29), suas atividades em um espaço totalmente revitalizado, readequado e ampliado, para melhor atender a população do bairro e região.

A entrega foi marcada pelo descerramento da placa com o nome da homenageada, Maria Bernardete Ultramari Rosa, contando com a presença de seus familiares, do prefeito Isael Domingues, vice-prefeito Ricardo Piorino, secretária de Saúde Valéria dos Santos e secretária de Obras e Planejamento Marcela Franco.

A secretária de Obras e Planejamento explicou um pouco sobre o desafio para melhorar os ambientes da unidade, seguindo a linha de proporcionar condições físicas para a humanização do atendimento, um padrão que vem sendo a marca das obras entregues nesses últimos anos.

A secretária de Saúde Valéria dos Santos parabenizou toda a equipe que não mede esforços para oferecer o melhor atendimento à população. Lembrou das dificuldades anteriores, da falta de acessibilidade para cadeiras de rodas, citando que os médicos tinham que atender cadeirantes fora do espaço apropriado, por exemplo. “A população merece ser atendida com dignidade, o que será possível neste novo espaço”, garantiu.

A enfermeira Tânia, responsável pela unidade, agradeceu pela melhoria. “Com uma estrutura dessa, com certeza, a gente vai poder ajudar melhor os pacientes. Só tenho que agradecer”, afirmou.

O prefeito Isael Domingues elogiou a memória da servidora que hoje dá nome à unidade, Maria Bernardete Ultramari Rosa, ali representada por sua família, que estava muito emocionada. O prefeito destacou, ainda, que essa obra faz parte do projeto de humanização da saúde, que consiste, também, em levar aos bairros uma estrutura acolhedora de atendimento.

A antiga sede da ESF do Castolira havia sido construída com paredes e tetos de garrafa pet, sem nenhuma acessibilidade e oferecendo condições precárias de trabalho para a equipe e o paciente, como impossibilidade de instalação de ar condicionado e ventilador de teto, entre outras. Para solucionar este problema, o antigo prédio da biblioteca municipal do bairro foi incorporado à unidade de saúde e foi possível fazer um local com todas as condições de trabalho e atendimento, acessível, com mais espaço e organização.

O novo prédio recebeu o nome de Maria Bernardete Ultramari Rosa, que foi funcionária concursada dedicada do postinho – como é carinhosamente conhecida da unidade – desde 2005. Ela faleceu em janeiro deste ano.

Compartilhar: